Perto de revanche, Masvidal promete desfecho histórico contra Usman no UFC 261: "Não pisquem"

Quase um ano depois de sua derrota sofrida diante de Kamaru Usman, na disputa do cinturão dos meio-médios (até 77kg.) do Ultimate, Jorge Masvidal terá mais uma chance de conquistar o título. Neste sábado (24), o norte-americano promoverá sua sonhada revanche contra o nigeriano e acredita em um desfecho histórico na luta principal, que acontece em Jacksonville. A declaração foi feita em entrevista ao "UFC embedded".

Veja Também

Conhecida pela agressividade, Ariane Sorriso promete nocaute sobre chinesa no UFC 261Como assistir o UFC 261, com três disputas de cinturão, AO VIVO pela televisão e internetPerto de estreia na PFL, Anthony Pettis mira luta contra brasileiro na final do torneio dos levesBate-Estaca ignora Amanda Nunes e afirma que Shevchenko é a melhor atleta peso por peso do UFC

“Quero que todos saibam que nada mudou. Ainda sou aquele cara durão que arranca cabeças. Deus abençoe e não percam a luta. Não pisquem, porque será violento”, disse o "Jesus das Ruas".

No primeiro encontro, Masvidal viveu uma situação atípica. O atleta aceitou enfrentar Usman com menos de uma semana para a luta. O norte-americano foi à "Ilha da Luta", em julho de 2020, para substituir Gilbert Durinho, que deixou a disputa após testar positivo para Covid-19.

Diante de Kamaru, Masvidal acabou sendo presa fácil da estratégia do nigeriano. Embora tenha mostrado muita resistência, o norte-americano pouco produziu e acabou derrotado ao fim de cinco rounds, na decisão unânime dos juízes.

Prometendo violência, desta vez, Jorge teve uma preparação adequada para enfrentar o campeão. O atleta, então, buscará encerrar o reinado do adversário, que ostenta o título desde 2019. Até o momento, Usman defendeu o título em três situações, a última, diante de Durinho, em fevereiro.